Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alexandra Caracol

Artigos Educação, Textos Educação, Atividades Educação Infantil, Educação Escolar, Educação Emocional para Crianças e Adultos, Educação Infantil.

Alexandra Caracol

Artigos Educação, Textos Educação, Atividades Educação Infantil, Educação Escolar, Educação Emocional para Crianças e Adultos, Educação Infantil.

13
Jan19

O Canto dos Famosos. (de Alexandra Caracol)

ocanto dos famosos.png

Eu canto a dor dos famosos
que não sendo nada se sentem "tudo".
Canto a dor de quem se sente só
quando a fama sufoca o ser.

 

Canto a esperança de terem alguém
com quem partilhar o muito do nada que têm,
mas que os faz sentir muito e,
existindo, os inunda em desespero.

 

Quem afinal poderá querer esse "nada"
mas que é o "tudo" dos famosos
e mais ainda daqueles que os tornaram assim
para honra e glória dos sentidos?

 

Escrito por: Alexandra Caracol

 

____________________________

13
Jan19

Homenagem ao poeta. (de Alexandra Caracol)

Homenagem ao poeta.png

 

O poeta canta...

 

Quando o poeta canta a dor
consumindo-a nas entranhas
parindo-a ao decorrer da pena
o sol esconde-se para chorar
porque a dor do poeta
é a dor de quem vê mais longe
é aquela que vive nas asas do pensamento.

 

Quando é do amor que fala
empolga-se ardendo no desejo
de quem sabe que o amor é louco
e que canta com a sua pena
a entrega sôfrega dos amantes
que guiados pela sede dos sentidos
se entregam aos prazeres mais sentidos.

 

Quando canta a paz sossega-se no que faz
apaga a guerra, esconde o ódio e o rancor
usando uma tinta especial
que não pode ser vista por qualquer um
somente por aqueles de coração especial
que acreditam que é possível viver num mundo
em que homens são todos irmãos.

 

Ao cantar a liberdade o poeta empolga-se
porque a liberdade é coisa especial
grita alto ao correr da pena
ora convida o mar para se revoltar
ou canta com ele uma doce canção
convidando os Homens a serem livres
e abrirem as portas das prisões.

 

E quando já não canta nada
é porque chegou a hora da partida
a hora doce em que para recordação deixa
seu carácter impresso nas palavras
que deixou ao decorrer da pena
ideias que compartilhou com a noite
escritas na intimidade do seu quarto.

 

Mas a verdade é que o poeta vive para sempre
no coração daqueles que ousaram ver
para além do que os olhos comuns vêem
vive no brilho do sol e no som do mar
no sorriso de cada criança que nasce
no suspiro dos enamorados
vive eternamente! Vive!

 

Escrito por: Alexandra Caracol

 

____________________________

13
Jan19

Poema da série: "As tuas mãos".As tuas mãos II. (de Alexandra Caracol)

as tuas maos II.png

 

As tuas mãos II

 

Sentados frente a frente de mãos dadas
tantas vezes o calor dos nossos dedos
falavam mais do que as nossas bocas!

 

De nós brotava um rio sedento de amor.
E a tua boca sensual chamava-me
mas, na verdade eram as tuas mãos
que gentilmente se insinuavam.

 

Tanta ternura partilhamos
com as palavras e os beijos
que trocamos como amantes
loucos de desejo e paixão.

 

Mas, afinal apesar de tanto amor
fomos tomados pelo receio de entregar
nosso corpo em sacrifício
pelo amor sôfrego que partilhamos.

 

Ficamos por isso então prisioneiros do amor
somente pelo coração.
Mas, as mãos, essas deram-se sem medo
buscando sôfregas tocar-se sem pudor.

 

Escrito por: Alexandra Caracol

 

____________________________

13
Jan19

Tens o poder de conquistar! (de Alexandra Caracol)

tens o poder de conquistar.png

 

O teu poder é especial,
é aquele que te faz continuar,
viver, sonhar e conquistar
embora só tu o possas utilizar...

 

É um poder que nada tem a ver
com o ter tudo o que parece ser
essencial para se viver,
mas afinal é ele que te faz vencer.

 

Carácter de lutador é um seu nome.
Perseverança com amor, o seu toque.
Coragem para ultrapassar, um mote.
Carisma, esse é o que te distingue!

 

Escrito por: Alexandra Caracol

 

____________________________

13
Jan19

Os adultos não respeitam as crianças? (de Alexandra Caracol)

crianca olha vidro carro.png

Quando a criança o olhou através do vidro do carro que passava e deitou a língua de fora, pensou nas muitas vezes que a sua mãe lhe tinha dito que era feio deitar a língua de fora... Sentiu um formigueiro subir por ele acima e uma necessidade imensa, oculta e rebelde, reprimida durante anos, que o impeliu a esquecer-se dos 31 anos que acabara de comemorar havia dois dias e, naquele momento, sentiu-se transportar para a sua meninice; deitou a língua de fora com um sabor de vitória por todos os anos que não tinha podido fazê-lo, e por todos os outros que se tinha esquecido de o fazer...

 

Colada ao vidro do carro, a criança, de olhos fixos nele, espelhou a surpresa de ter visto um adulto cometer o delito que tantas vezes lhe custara reprimendas dos pais... Pensou: Afinal que mundo é este em que os adultos não respeitam as crianças? Um adulto não deveria poder ser como as crianças... Talvez aquele adulto não gostasse de o ser e estivesse à procura de outro corpo (de criança) para morar... talvez devesse ter ficado na Terra do Nunca com o Peter Pan... Talvez os adultos e as crianças devessem poder deitar a língua de fora uns aos outros sempre que lhes apetecesse... talvez...

E vocês o que acham?

Categoria: Artigos Textos Educação Emocional Adultos

Escrito por: Alexandra Caracol

 

____________________________

13
Jan19

O temível tirano tubarão tira tudo... (de Alexandra Caracol)

sorriso.png

O temível tirano tubarão tira tudo... Com truques e trapaças traiçoeiras trama... tira o trabalho (seguro) tecendo a teia (do engano) triunfando terrivelmente, tapando tudo com um véu... transgredindo e trapaceando tal qual tragicomédia do engano que subtilmente esconde a verdade atrás de sorrisos e piadas que adormecem o povo...

 

Escrito por: Alexandra Caracol

 

____________________________

13
Jan19

Poema da série: "As tuas mãos". Nem as guitarras acalmam!... (de Alexandra Caracol)

nem as guitarras acalmam.png

 

Nem as guitarras acalmam!...

 

Trinam as guitarras na solidão da noite;
Gemem entoando baladas de nostalgia!
Cai a chuva na vidraça.
Corre a lágrima no rosto sofrido.

 

Trinam as guitarras testemunhando na noite
a vida do viciado que sonha ser livre;
Mas, com a garrafa afoga o sonho
espeta a seringa e esquece o sonho de ser livre!

 

Mas a mulher que percorre de noite as ruas
essa, não tem o escape das guitarras.
Perscrutando procura sem parar
percorrendo as ruas da amargura.

 

Pobre viciada na procura da liberdade;
deseja libertar seu coração aprisionado pelo passado.
E enquanto trinam as guitarras na solidão da noite
Como bálsamo para as almas dos viciados

 

aquela mulher que procura sem cessar
a essa, nem as guitarras acalmam.

 

Escrito por: Alexandra Caracol

 

____________________________

13
Jan19

Poema da série: "As tuas mãos". A tristeza é crime? (de Alexandra Caracol)

tristeza e crime.png

A tristeza é crime?

A tristeza é crime para o sobrevivente?

Tem tento e não se turba na amargura do desejo
de voltar à infância terrível que teve
Sonha apagar os dias fatídicos
por que tem que prosseguir no meio da multidão.
Que mulher é aquela afinal tão forte por fora
mas, que por dentro chora sem parar?
E enquanto os dias passam a correr
A mulher bate às portas à procura
de quem a possa ouvir e destrói à sua passagem
as flores plantadas no seu caminho
por que o sofrimento a impediu de ver
a beleza que a natureza lhe ofereceu!

 

Que pena mulher, porque não camuflas a tua tristeza
e sorris mesmo sem vontade?
Se o fizeres és aceite por eles...
Deixas de ser falhada passas a ser sobrevivente!...

 

Escrito por: Alexandra Caracol

 

____________________________

13
Jan19

Poema da série: "As tuas mãos". Aquele entardecer. (de Alexandra Caracol)

aquele entardecer.png

 

Aquele entardecer.

 

Ali naquele dia sem esperarmos
conhece-mo-nos e apaixona-mo-nos.
Nossos olhos falaram mais do que as palavras.
Nossos corações logo se ligaram.

 

Foram horas que rapidamente passaram
em que nos esquecemos do resto do mundo,
perdidos nos nossos sonhos
com a paixão a despontar.

 

Nem a brisa fria nos incomodou,
nem o entardecer nos acordou.
E a cumplicidade nasceu entre nós
na melancolia daquele entardecer.

 

Escrito por: Alexandra Caracol

 

____________________________

13
Jan19

Poema da série: "As tuas mãos". As tuas mãos I. (de Alexandra Caracol)

As tuas maos I.png

 

As tuas mãos I

 

As tuas mãos tão encantadoras
falaram de tesouros escondidos
no cofre do teu ser!

 

As tuas mãos fizeram-me acreditar
na beleza do teu carácter
por simplesmente para elas olhar!

 

Nelas vi teu rosto muitas vezes cansado da rotina;
muitas outras perdido num novo sonho.

 

Escrito por: Alexandra Caracol

 

____________________________

13
Jan19

Poema da série: "As tuas mãos". A porta do meu mundo. (de Alexandra Caracol)

a porta do teu mundo.png

Abriste a porta do meu mundo!
Contaste as estrelas do meu céu!
Acordaste o sol do meu coração!
Acabaste com a desilusão!
Desfolhaste-me pétala a pétala,
até conheceres o meu interior!
De mãos dadas levaste-me
pelas veredas do desejo,
até que acordaste a mulher
que dormia dentro de mim!
Baixaste as barreiras,
abriste frestas nos muros,
deixaste exposta sensibilidade
tão idêntica à tua!
E um dia sem conseguires
dominar o teu desejo
fizeste-me propostas loucas...

 

Escrito por: Alexandra Caracol

 

____________________________

13
Jan19

Poema da série: "As tuas mãos" - Todos os dias nasce o sol. (de Alexandra Caracol)

todos os dias nasce o sol.png

 

Todos os dias nasce o sol

 

Todos os dias nasce o sol
no brilho do teu olhar!
E é nas palavras que brotam
do teu coração entorpecido
que renasce novo dia;
novos sonhos para viver
(de difícil silencio),
há muito esquecidos
num coração entristecido.
Mas agora é hora de sonhar,
partilhar uma nova vida,
projectos inacabados
ou mesmo nunca começados.
É hora de darmos as mãos
e lutar juntos por um sonho
com nova esperança de felicidade!

 

Escrito por: Alexandra Caracol

 

____________________________

13
Jan19

A nossa essência original. (de Alexandra Caracol)

essencia original.png

Pensamento:

(E se) A nossa essência original é perfeita porque fomos feitos por um Criador perfeito e somos filhos d'Ele, feitos à sua semelhança, então porque existe tanta tristeza no mundo?

Será que nos esquecemos da nossa essência original (como, por quem fomos criados, e para quê?) e o nosso "esquecimento" faz-nos conduzir a nossa vida sem noção de rumo, meta e sem lembrança do quão maravilhosos somos na nossa essência original?

Quem gostaria que essa lembrança de que somos realmente maravilhosos fosse vivida em pleno, na vida real do nosso dia-a-dia?

Conhecer isto e lembrar-mo-nos é o início...

Viver em pleno a experiência de sermos uma alma maravilhosa é o que Ele quer.

Nós não somos o nosso corpo nem somos as nossas lembranças, nem somos as nossas experiências... somos simplesmente um ser criado à semelhança do Criador, e se esse Criador é perfeito criaria seres imperfeitos???? Ou será que algures na caminhada nos fomos esquecendo do quanto Ele é perfeito, e de que fomos criados à sua imagem e semelhança, portanto fomos originalmente criados com as virtudes mais belas.

Entretanto, essas virtudes foram ficando esquecidas...

E se nos lembrarmos delas?... quão maravilhosos nos sentiremos connosco próprios...

Lembrar disso, sentir... e a transformação começa...

Uns chamarão caminho da santificação... para outros será revelação... outros darão novos nomes e novas interpretações, mas isto será (apenas) a tomada de consciência; lembrança da forma original como fomos criados - (para ser) maravilhosos e felizes.

Ter consciência disto fará uma revolução dentro de nós. Os traumas e sofrimento tornar-se-ão secundários e darão lugar à positividade, esperança, vivência de momentos felizes, cada vez maiores...

O que custa mais: acreditar nisto ou acreditar que nascemos para sofrer?

Parece-me que custa o mesmo! Por isso incentivo-o(a) a experimentar acreditar que você é um Ser maravilhoso, com virtudes maravilhosas e que aquilo que tem sentido e visto (contrário a esta maravilha) não é mais nada do que uma miragem, um engano...

Sabe que o pensamento pode mudar (gradualmente) a sua "sorte"?

Grandes empresários e homens de sucesso em várias áreas têm algo de comum: acreditam que são maravilhosos e que vão vencer... o resto acontecerá... acredite em si! Você é maravilhoso(a)!!! Só que ainda não tinha pensado nisso.

Diga: Sou uma pessoa maravilhosa! Eu sou um(a) conquistador(a)!! Não sou o meu passado! Não sou as minhas experiências! Eu sou um ser maravilhoso só que não me lembrava disto.

Categoria: Artigos Textos Educação Emocional Adultos

Beijos no seu coração.

Escrito por: Alexandra Caracol

 

____________________________

13
Jan19

Qual o papel ou papéis que cumpres neste momento, na tua vida? (de Alexandra Caracol)

qual o papel que cumpres.png

Qual o papel ou papéis que cumpres neste momento, na tua vida?

O de pai? O de mãe? No teu trabalho que papel tens? Que outros papéis cumpres na tua vida? És esses papéis? Quem és tu? És o papel de mãe? És o papel de pai? És o papel do cargo que ocupas no teu trabalho? Quem és?

És um papel que ocupas ou simplesmente és o Ser que experimenta cada um desses papéis?

Se não és os papéis então quem és?

Que podes fazer para conhecer o Ser que és?

 

Escrito por: Alexandra Caracol

 

____________________________

13
Jan19

Paixão que gera sucesso... na Educação e não só... de Alexandra Caracol

paixao que gera sucesso.png

Por alguma razão existem profissionais em todas as áreas da vivência humana.

Todos somos importantes.

A troca de serviços e a existência de talentos diversificados é necessária para se viver em sociedade.

Cada um é importante no lugar que ocupa, e a forma como presta os serviços decerto, fará toda a diferença e definirá a procura (maior ou menor) e o sucesso de quem presta o serviço. Então pergunto:

- As gerações presentes e futuras estarão capacitadas para fazer a diferença para si próprias e para quem procura os seus serviços?

- Sendo a educação um ponto-chave para educar mentalidades andaremos a fazer o suficiente no alicerce que permitirá construir o prédio (gerações comprometidas, que exerçam uma cidadania activa)?

- O alicerce (Educação) estará suficientemente valorizado a ponto de proporcionar uma intervenção apaixonada (mas racional) por parte daqueles que possuem autoridade para o fazer?

Mas a principal pergunta é: o que fazer para que os responsáveis e detentores dessa autoridade sintam essa paixão?

É nessa paixão (ou falta dela) que penso estar o sucesso ou não, daquilo que serão as gerações futuras, em todas as áreas.

Categoria: Artigos Educação, Textos Educação, Atividades Educação Infantil, Educação Escolar, Educação Emocional Crianças e Adultos

Escrito por: Alexandra Caracol

 

____________________________

13
Jan19

Cuidado com as rosas… de Alexandra Caracol

cuidado com as rosas.png

Quando se oferece uma rosa há a tendência de se cortar os espinhos para se evitar ser magoado.

Artigos Educação, Textos Educação, Atividades Educação Infantil, Educação, Educação, Atividades Educação Infantil, Educação Escolar, Educação Crianças, Educação Adultos, atividades ensino básico, recursos para ensino básico, atividades ensino primário, Ensino Básico Atividades e Recursos, fichas ensino básico, Atividades ensino básico, recursos ensino básico, artigos educação crianças, artigos educação adultos, artigos educação emocional, textos educação crianças, textos educação adultos, textos educação emocional, recursos ensino, educação emocional crianças, educação emocional adultos

As rosas só são rosas com espinhos.

Artigos Educação, Textos Educação, Atividades Educação Infantil, Educação, Educação, Atividades Educação Infantil, Educação Escolar, Educação Crianças, Educação Adultos, atividades ensino básico, recursos para ensino básico, atividades ensino primário, Ensino Básico Atividades e Recursos, fichas ensino básico, Atividades ensino básico, recursos ensino básico, artigos educação crianças, artigos educação adultos, artigos educação emocional, textos educação crianças, textos educação adultos, textos educação emocional, recursos ensino, educação emocional crianças, educação emocional adultos

Como não gosto de ser arranhada, prefiro deixar as rosas no canteiro, longe de mim. Felizmente temos opção de escolha: querer ter perto uma rosa(rosas) cheirosa(s) e de aparência bonita, mas com espinhos, ou preferir viver sem (a aparência das) rosas.

Artigos Educação, Textos Educação, Atividades Educação Infantil, Educação, Educação, Atividades Educação Infantil, Educação Escolar, Educação Crianças, Educação Adultos, atividades ensino básico, recursos para ensino básico, atividades ensino primário, Ensino Básico Atividades e Recursos, fichas ensino básico, Atividades ensino básico, recursos ensino básico, artigos educação crianças, artigos educação adultos, artigos educação emocional, textos educação crianças, textos educação adultos, textos educação emocional, recursos ensino, educação emocional crianças, educação emocional adultos

Quando percebes que não tens que te ferir nos espinhos porque te sentes maravilhado pela beleza (exterior) da rosa, então estás apto para deixar a rosa longe de ti, no lugar que deve estar; no canteiro entre rosas de aparência exterior idêntica…

Artigos Educação, Textos Educação, Atividades Educação Infantil, Educação, Educação, Atividades Educação Infantil, Educação Escolar, Educação Crianças, Educação Adultos, atividades ensino básico, recursos para ensino básico, atividades ensino primário, Ensino Básico Atividades e Recursos, fichas ensino básico, Atividades ensino básico, recursos ensino básico, artigos educação crianças, artigos educação adultos, artigos educação emocional, textos educação crianças, textos educação adultos, textos educação emocional, recursos ensino, educação emocional crianças, educação emocional adultos

Lá porque os outros só conseguem ver a aparência da rosa, não és obrigado a agir como eles; a querê-la perto de ti.

Artigos Educação, Textos Educação, Atividades Educação Infantil, Educação, Educação, Atividades Educação Infantil, Educação Escolar, Educação Crianças, Educação Adultos, atividades ensino básico, recursos para ensino básico, atividades ensino primário, Ensino Básico Atividades e Recursos, fichas ensino básico, Atividades ensino básico, recursos ensino básico, artigos educação crianças, artigos educação adultos, artigos educação emocional, textos educação crianças, textos educação adultos, textos educação emocional, recursos ensino, educação emocional crianças, educação emocional adultos

Se consegues vislumbrar o seu interior e percebes que não queres isso para ti então deixa-a no canteiro…

Artigos Educação, Textos Educação, Atividades Educação Infantil, Educação, Educação, Atividades Educação Infantil, Educação Escolar, Educação Crianças, Educação Adultos, atividades ensino básico, recursos para ensino básico, atividades ensino primário, Ensino Básico Atividades e Recursos, fichas ensino básico, Atividades ensino básico, recursos ensino básico, artigos educação crianças, artigos educação adultos, artigos educação emocional, textos educação crianças, textos educação adultos, textos educação emocional, recursos ensino, educação emocional crianças, educação emocional adultos

Escrito por: Alexandra Caracol

Artigos Educação, Textos Educação, Atividades Educação Infantil, Educação, Educação, Atividades Educação Infantil, Educação Escolar, Educação Crianças, Educação Adultos, atividades ensino básico, recursos para ensino básico, atividades ensino primário, Ensino Básico Atividades e Recursos, fichas ensino básico, Atividades ensino básico, recursos ensino básico, artigos educação crianças, artigos educação adultos, artigos educação emocional, textos educação crianças, textos educação adultos, textos educação emocional, recursos ensino, educação emocional crianças, educação emocional adultos

____________________________

13
Jan19

Recebe o dom... da curiosidade para aprender/aceitar novos paradigmas... Alexandra Caracol

present.png

Não entendo quando existe oposição a professores que ensinam a tocar um instrumento desde tenra idade (dois anos por exemplo) e preparam o aluno para ser alfabetizado (também) desde fases iniciais do desenvolvimento. Isso só demonstra a arrogância de se pensar que se sabe tudo. Se se aceita o ensino de canções como "Atirei o pau ao gato" não é mais inteligente e válido ensinar canções que preparem a criança para a alfabetização ou que se faça brincadeiras que a preparem para aprender a tocar um instrumento musical desde cedo, sem pressões, de forma lúdica, ao seu ritmo e respondendo à sua natureza curiosa?

Recebe o dom... da curiosidade para aprender/aceitar novos paradigmas...

 

Escrito por: Alexandra Caracol

 

____________________________

13
Jan19

Poema da série: "As tuas mãos". O meu amado. (de Alexandra Caracol)

o meu amado.png

 

O meu amado

 

Quão maravilhoso és amado meu.
Qual cheiro adocicado da rosa.
Qual fruta doce por saborear.
O teu amor me enlaça
em redes de prazer que me tomam.

 

Formoso és oh meu amado,
de coração amável e sensível.
Qual nascer do sol ao amanhecer.
Qual primavera a despertar;
subtil, mas ansiosa em desabrochar.

 

Já despi as minhas vestes
que estavam gastas de ser usadas!
O meu amado agora me vista;
o meu coração com adornos de amor
o meu corpo com caricias das suas mãos!

 

O meu amado é meu e eu sou dele...
Antes que seja dia faz-me sentir prazer;
a sua boca enlace a minha
as suas mãos perscrutam todo o meu ser
fazendo-me ansiar por mais amor.

 

Escrito por: Alexandra Caracol

 

____________________________

13
Jan19

Pensamentos de Alexandra Caracol

pensamento.png

 

1. Paixão que gera sucesso... na Educação e não só...

2. Cuidado com as rosas…

3. A (im)perfeição que nos define.

4. As coisas têm a importância que cada um lhes dá no momento…

5. Recebe o dom... da curiosidade para aprender/aceitar novos paradigmas...

6. Qual o papel ou papéis que cumpres neste momento, na tua vida?

7. A nossa essência original.

8. O que é melhor para ti?

9. O temível tirano tubarão tira tudo...

10. Intolerância versus tolerância.

11. Os adultos não respeitam as crianças?

12. Cupido ou Culpido?

13. A viagem.

14. O amor do nosso animal de estimação.

15. Amor erótico...

16. Tipo de música que ouvimos...

17. Longevidade.

18. O dom... da capacidade da purificação...

19. Recebe o dom... do respeito pela idade...

20. Qual o dom que precisas?

21. Que dom queres receber?...

22. Recebe o dom da revelação...

23. Recebe o dom... do semear para colher...

24. Recebe o teu dom... o dom da paz interior...

25. Gratidão!

26. Receber princípios desde o berço...

27. O teu propósito na vida...

28. Partilha de um pensamento.

29. Sem chuva, o sol passaria despercebido...

30. Sou quem sou...

31. Recebe o dom... do equilíbrio...

32. Recebe o dom... do reconhecimento...

33. Recebe o dom... de saber ouvir música construtiva...

34. O nosso sol.

35. Recebam o dom... da paixão pela Educação...

36. O nevoeiro.

37. Risco...

38. Recebe a vida do Meste em ti.

39. Recebe o dom... de saber ouvir...

40. Pensamentos; Recebe o dom do entendimento do propósito para a tua vida....

41. Imagina se vivêssemos sem máscaras...

 

Escritos por: Alexandra Caracol

 

____________________________

13
Jan19

Poemas de Alexandra Caracol

face.pnglinkdin.pnginst.pngtwiter.pngPinteres 1.pngyoutube (1).png

Artigos Educação, Textos Educação, Atividades Educação Infantil, Educação Escolar, Educação Emocional Crianças Adultos, Recursos gratuitos

Vídeos

Videos Alexandra Caracol.png

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

©copyright

AVISO.png

Arquivo

Comentários recentes

botao atividades para crianças e aulas blog Alexandra (3).png

banner Academia.pngBanner IP Instituto edagogico Alexandra Caracol.png

Artigos Educação, Textos Educação, Atividades Educação Infantil, Educação, Educação, Atividades Educação Infantil, Educação Escolar, Educação Crianças, Educação Adultos, atividades ensino básico, recursos para ensino básico, atividades ensino primário, Ensino Básico Atividades e Recursos, fichas ensino básico, Atividades ensino básico, recursos ensino básico, artigos educação crianças, artigos educação adultos, artigos educação emocional, textos educação crianças, textos educação adultos, textos educação emocional, recursos ensino, educação emocional crianças, educação emocional adultos, Aulas de piano adultos Lisboa, Aulas de piano crianças Lisboa, Aulas de violino Adultos Lisboa, Aulas de Violino Crianças Lisboa, Aulas de Música Lisboa, Escolas de Música Lisboa Preços, Aulas piano adultos Lisboa, Aulas de piano crianças Lisboa, Aulas de violino Adultos Lisboa, Aulas de Violino Crianças Lisboa, Aulas de Música Lisboa, Escolas de Música Lisboa Preços, Academias de Música Lisboa, Aulas piano Lisboa, aulas piano, aulas violino Lisboa, aulas violino, aulas piano adultos, aulas piano preços, aulas piano preços Lisboa, aulas violino preços, aulas violino preços Lisboa, escolas de musica, escolas de musica lisboa, escolas de musica, escolas de musica lisboa, aulas piano adultos, aulas piano adultos lisboa, aulas piano crianças, aulas piano lisboa Aulas de piano adultos Lisboa, Aulas de piano crianças Lisboa, Aulas de violino Adultos Lisboa, Aulas de Violino Crianças Lisboa, Aulas de Música Lisboa, Escolas de Música Lisboa Preços, Academias de Música Lisboa, Aulas piano Lisboa, aulas piano, aulas violino Lisboa, aulas violino, aulas piano adultos, aulas piano preços, aulas piano preços Lisboa, aulas violino preços, Academias de Música, Academias Música Lisboa, Aulas de violino, aulas de piano, aulas de musica, aulas de musica Lisboa, aulas de musica preços, aulas piano crianças preços, aulas piano adultos preços, aulas violino preços Lisboa, aulas violino crianças preços, aulas violino adultos preços, aprendizagem ao longo da vida, educação para adultos, cursos musica para adultos, cursos para adultos