Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Alexandra Caracol

Artigos Educação, Textos Educação, Atividades Educação Infantil, Educação Escolar, Educação Emocional para Crianças e Adultos, Educação Infantil.

Alexandra Caracol

Artigos Educação, Textos Educação, Atividades Educação Infantil, Educação Escolar, Educação Emocional para Crianças e Adultos, Educação Infantil.

27
Ago19

Pai presente. Artigos textos Educação. (de Alexandra Caracol)

familia.png

 

Ser pai ou mãe é uma bênção inigualável! E porque se dedica tanta atenção às mães, deixando muitas vezes o pai um pouco “abandonado” no seu papel que afinal também é muito importante para a formação equilibrada do novo Ser que vem a caminho, deixo aqui algumas linhas dedicadas em especial ao pai.



Apesar de ao longo dos séculos se ter aceite a ideia de que o sentimento “maternal” é pertença da mãe, felizmente hoje em dia já existe outra forma de entendê-lo e de o aceitar.

 

Hoje, muita gente já considera o sentimento “maternal” como sendo «aplicável a ambos os sexos indiferentemente, o que se pode observar com a evolução social atual, onde cada vez mais os pais tomam um lugar privilegiado junto dos filhos, lugar antes reservado às mulheres.»

 

A propósito do que foi referido acima, temos Steele e Polak que criaram «o conceito de Função Maternal como algo que se expressa de diferente forma em todos os indivíduos» (1968), depreendendo-se assim que a «Função Maternal» pode estar presente em indivíduos de qualquer sexo.

 

Para que a «Função Maternal» possa ser manifestada pelo pai propriamente dito, é necessário que ele vivencie um sentimento de paternidade.

 

Atualmente surge uma nova conceção de pai que deseja estabelecer um vínculo afetivo com o seu filho logo que se inicia a gestação, afastando-se assim do pai tradicional, que fomos habituados a conhecer nos séculos passados.

 

O pai não tem somente ou impreterivelmente que ser visto como o provedor do sustento familiar, mas tem também o direito e o dever de amparar, de se ligar e usufruir da existência do novo ser e de expressar emoção e afeto pelo seu filho(a), pois ele é parte integrante da existência desse novo ser, sendo também importante que exerça a sua «Função Maternal».

 

O sentimento de paternidade, se desenvolvido quando se inicia a gestação, e em alguns casos até antes, fomenta e harmoniza o relacionamento familiar no lar, além de proporcionar desde cedo o bem-estar e sentimento de pertença e de ser bem-vindo, ao novo Ser que vive ainda aconchegado no ventre da mãe.

 

«(...) O quotidiano do cuidado à saúde da mulher vem mostrando que a relação com o parceiro sexual influencia profundamente o bem-estar da mulher na gestação e após o nascimento dos(as) filhos(as), seja pela sua presença, aceitação e prazer de estarem juntos, seja pela sua ausência, resistência e negação da responsabilidade como pai. Quando a participação do homem é efetiva, na gravidez e após o parto, criam-se situações de bem-estar para todos os envolvidos no processo, de modo a se estabelecerem relações mais igualitárias. (...)».

 

«(...) a gestação configura-se como um período de preparação para novos atributos sociais tanto para a mãe quanto para o pai. Assim, quanto mais fortes forem os laços afetivos fixados entre pai e filho(a) na gravidez, melhor será o desenvolvimento da paternidade e do vínculo pai-filho(a) na vida fora do útero, sendo o estabelecimento desses laços, nos primeiros estágios de vida, a chave para reviver a instituição da paternidade. (...) A esse respeito, pode-se afirmar que os pais mais conectados emocionalmente à gestação estariam mais predispostos a reagir adequadamente às necessidades de apoio e compreensão de suas esposas (...)».

 

Algumas sugestões para que o pai possa vivenciar o sentimento de ser pai antes do nascimento do(a) filho(a):


- Encontrar uma forma pessoal de celebrar o acontecimento de ser pai;
- Aceitar com alegria o facto de ser pai;
- Exprimir a sua emoção e afeto em pensamentos palavras e atitudes tanto para com a sua esposa como para o seu filho(a);
- Ter proximidade física com a gestante;
- Compartilhar da experiência que é vivida no corpo da companheira;
- Compartilhar as alegrias do nascimento e as tarefas diárias;
- Ajudar a integrar os outros filhos, que já existam, na realidade de um novo filho(a);
- Dialogar com a sua esposa acerca de todos os assuntos relacionados com o novo Ser, além dos assuntos inerentes à vida do próprio casal.

 

Por ser tão importante que a existência do novo “bebé” seja um empreendimento familiar (e incluímos aqui também a integração dos outros filhos que possam já existir) nunca é demais referir que, mesmo na fase da programação (sempre que possível) de um novo “bebé”, o novo Ser deve ser desejado e aceite o mais cedo possível (desde a sua programação ou da sua conceção).

 

A sua existência deve ser recebida por cada um dos elementos da família (pai-mãe-filhos já existentes, podendo e devendo abranger os avós e restantes familiares), de uma forma amorosa fazendo o novo Ser sentir-se amado e desejado.

Artigo de Alexandra Caracol  no Jornal de Família

 

(Com base no interessante Artigo em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2007000100015)

Artigos Educação, Textos Educação, Atividades Educação Infantil, Educação Escolar, Educação Emocional Crianças e Adultos

  OUTROS ARTIGOS 

Artigos Educação, Textos Educação, Atividades Educação Infantil, Educação Escolar, Educação Emocional Crianças e Adultos

Você também pode interessar-se por:

» Como ajudar o seu filho a desenvolver-se de forma equilibrada?

» 4 dicas para evitar a agressividade dos seus filhos.

» Tirar ou não tirar os macacos do nariz; o que fazer?

» Ela disse: "O meu filho morreu antes de nascer..."

» A Cura pela Música(e não só...) 1

» A Cura pela Música (e não só...) 2

» O Poder da Música.

» A dor que leva ao isolamento…

» Perigos do isolamento

Artigos Educação, Textos Educação, Atividades Educação Infantil, Educação Escolar, Educação Emocional Crianças e Adultos

____________________________

face.pnglinkdin.pnginst.pngtwiter.pngPinteres 1.pngyoutube (1).png

Artigos Educação, Textos Educação, Atividades Educação Infantil, Educação Escolar, Educação Emocional Crianças Adultos, Recursos gratuitos

botao atividades para crianças e aulas blog Alexandra (3).png

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

©copyright

AVISO.png

Arquivo

Comentários recentes

banner Academia.pngBanner IP Instituto edagogico Alexandra Caracol.png

Artigos Educação, Textos Educação, Atividades Educação Infantil, Educação, Educação, Atividades Educação Infantil, Educação Escolar, Educação Crianças, Educação Adultos, atividades ensino básico, recursos para ensino básico, atividades ensino primário, Ensino Básico Atividades e Recursos, fichas ensino básico, Atividades ensino básico, recursos ensino básico, artigos educação crianças, artigos educação adultos, artigos educação emocional, textos educação crianças, textos educação adultos, textos educação emocional, recursos ensino, educação emocional crianças, educação emocional adultos, Aulas de piano adultos Lisboa, Aulas de piano crianças Lisboa, Aulas de violino Adultos Lisboa, Aulas de Violino Crianças Lisboa, Aulas de Música Lisboa, Escolas de Música Lisboa Preços, Aulas piano adultos Lisboa, Aulas de piano crianças Lisboa, Aulas de violino Adultos Lisboa, Aulas de Violino Crianças Lisboa, Aulas de Música Lisboa, Escolas de Música Lisboa Preços, Academias de Música Lisboa, Aulas piano Lisboa, aulas piano, aulas violino Lisboa, aulas violino, aulas piano adultos, aulas piano preços, aulas piano preços Lisboa, aulas violino preços, aulas violino preços Lisboa, escolas de musica, escolas de musica lisboa, escolas de musica, escolas de musica lisboa, aulas piano adultos, aulas piano adultos lisboa, aulas piano crianças, aulas piano lisboa Aulas de piano adultos Lisboa, Aulas de piano crianças Lisboa, Aulas de violino Adultos Lisboa, Aulas de Violino Crianças Lisboa, Aulas de Música Lisboa, Escolas de Música Lisboa Preços, Academias de Música Lisboa, Aulas piano Lisboa, aulas piano, aulas violino Lisboa, aulas violino, aulas piano adultos, aulas piano preços, aulas piano preços Lisboa, aulas violino preços, Academias de Música, Academias Música Lisboa, Aulas de violino, aulas de piano, aulas de musica, aulas de musica Lisboa, aulas de musica preços, aulas piano crianças preços, aulas piano adultos preços, aulas violino preços Lisboa, aulas violino crianças preços, aulas violino adultos preços, aprendizagem ao longo da vida, educação para adultos, cursos musica para adultos, cursos para adultos