Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Alexandra Caracol

Artigos Educação, Textos Educação, Atividades Educação Infantil, Educação Escolar, Educação Emocional para Crianças e Adultos, Educação Infantil.

Alexandra Caracol

Artigos Educação, Textos Educação, Atividades Educação Infantil, Educação Escolar, Educação Emocional para Crianças e Adultos, Educação Infantil.

18
Set19

Perigos do isolamento. Artigos textos educação infantil, educação emocional (de Alexandra Caracol)

 

perigos isolamento.png

 

Tal como prometi no texto "A dor que leva ao isolamento...", venho deixar-vos este texto acerca de: "Os perigos do isolamento".

 

Desde muito cedo qualquer pessoa já sentiu de alguma forma rejeição, com ou sem razão para sentir isso.

 

Essa rejeição poderá deixar uma perceção que conduzirá a incapacidade de se integrar num grupo e de se saber relacionar, podendo provocar isolamento.

 

Por vezes, derivado a problemas de inadaptação e porque experiências passadas deixaram uma perceção negativa, a própria pessoa se isola.

 

A educação escolar poderá servir, desde fases precoces para, através de uma educação infantil voltada para a inclusão, ajudar as crianças a integrarem-se aceitando as diferenças, sendo que também é muito importante que haja pessoas capazes de lidar com as emoções das crianças, de forma a proporcionar-lhes educação emocional, com o propósito de as ajudar a resolver conflitos.

 

Neste texto debruçar-me-ei essencialmente nos perigos do isolamento exagerado, já que existem momentos da vida de qualquer ser humano em que o isolamento temporário é necessário para o seu equilíbrio emocional.

 

O isolamento exagerado, ou seja, o afastamento sistemático impedindo o ser humano de se relacionar com todo e qualquer ser e, ou, principalmente com outros seres humanos, poderá afetar em grande medida, o seu normal desenvolvimento e evolução.

 

Tal isolamento poderá desenvolver perturbações a nível psíquico, e comportamental.

 

Importante será perceber-se que a inexistência de uma vinculação desde tenra idade, poderá contribuir bastante para que o individuo se isole, sentindo dificuldades em se relacionar. Mas isso não será decisivo, sendo que é sempre possível melhorar a forma de nos relacionarmos.

 

Para conhecer mais sobre o assunto poderá ler o texto: Vinculação e socialização na infância; A capacidade de enfrentar, superar crises e adversidades na idade adulta.

 

O isolamento pode ser fruto de uma escolha própria ou imposta como punição.

 

Como isolamento imposto, temos como exemplo o isolamento de prisioneiros em solitárias, que os leva à degradação física e moral que, aparentemente e a curto prazo, parece surtir efeito a nível comportamental, mas que não é mais do que uma tentativa imediata de resolver comportamentos que precisariam de ser trabalhados e acompanhados por especialistas para obter resultados efetivos.

 

Um isolamento exagerado, não ensina afinal como se pode modificar comportamentos de uma forma duradoira, mas antes provoca a degradação do indivíduo, intensificando a revolta por exclusão.

 

Uma punição sem o elemento educativo, sem acompanhamento com o propósito de mudança de mentalidades e consequente mudança de comportamentos, não sana os problemas, mas agrava-os ou provoca-os, no caso desses problemas não existirem antes do isolamento imposto.

 

Por outro lado, temos o isolamento como opção de vida, podendo ser (ou não) indício de existir alguma perturbação a nível nervoso e/ou mental.

 

Como exemplo de pessoas que tomam a opção de viverem em isolamento, temos o caso dos eremitas que procuram viver afastados de qualquer ser humano.

 

Mesmo que por opção, será importante referir que o fato de essas pessoas viverem afastadas de outros seres humanos, os desabitua de viver em sociedade, ficando o seu comportamento desenquadrado.

 

O isolamento gera sempre mais desejo de isolamento.

 

O facto de se tornarem pessoas de atos e comportamentos diferentes, origina a que, (muitas vezes) os outros seres humanos os rejeitem.

 

Como em tudo na vida, o grupo tem tendência a afastar aquilo que não se rege pelas suas regras, rejeitando aquilo que for “diferente”.

 

Caso seja uma das pessoas que tem tendência a isolar-se e se enquadra no que foi exposto acima, saiba que é sempre possível melhorar a forma de nos relacionarmos.

Autora do texto: Alexandra CaracolArtigos Educação, Textos Educação, Atividades Educação Infantil, Educação Escolar, Educação Emocional Crianças e Adultos Artigos Educação, Textos Educação, Atividades Educação Infantil, Educação Escolar, Educação Emocional Crianças e Adultos

Pode ler aqui o artigo "É sempre possível melhorar a forma de nos relacionarmos."

Categoria: Artigos Educação, Textos Educação, Atividades Educação Infantil, Educação Escolar, Educação Emocional Crianças e Adultos

 

Você também pode interessar-se por:

» Como ajudar o seu filho a desenvolver-se de forma equilibrada?

» 4 dicas para evitar a agressividade dos seus filhos.

» Tirar ou não tirar os macacos do nariz; o que fazer?

» Ela disse: "O meu filho morreu antes de nascer..."

» A Cura pela Música(e não só...) 1

» A Cura pela Música (e não só...) 2

» Pai presente. Só elas podem exercer a "função maternal"?.

» O Poder da Música.

» A dor que leva ao isolamento…

 

____________________________

face.pnglinkdin.pnginst.pngtwiter.pngPinteres 1.pngyoutube (1).png

Artigos Educação, Textos Educação, Atividades Educação Infantil, Educação Escolar, Educação Emocional Crianças Adultos, Recursos gratuitos

botao atividades para crianças e aulas blog Alexandra (3).png

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

©copyright

AVISO.png

Arquivo

Comentários recentes

banner Academia.pngBanner IP Instituto edagogico Alexandra Caracol.png

Artigos Educação, Textos Educação, Atividades Educação Infantil, Educação, Educação, Atividades Educação Infantil, Educação Escolar, Educação Crianças, Educação Adultos, atividades ensino básico, recursos para ensino básico, atividades ensino primário, Ensino Básico Atividades e Recursos, fichas ensino básico, Atividades ensino básico, recursos ensino básico, artigos educação crianças, artigos educação adultos, artigos educação emocional, textos educação crianças, textos educação adultos, textos educação emocional, recursos ensino, educação emocional crianças, educação emocional adultos, Aulas de piano adultos Lisboa, Aulas de piano crianças Lisboa, Aulas de violino Adultos Lisboa, Aulas de Violino Crianças Lisboa, Aulas de Música Lisboa, Escolas de Música Lisboa Preços, Aulas piano adultos Lisboa, Aulas de piano crianças Lisboa, Aulas de violino Adultos Lisboa, Aulas de Violino Crianças Lisboa, Aulas de Música Lisboa, Escolas de Música Lisboa Preços, Academias de Música Lisboa, Aulas piano Lisboa, aulas piano, aulas violino Lisboa, aulas violino, aulas piano adultos, aulas piano preços, aulas piano preços Lisboa, aulas violino preços, aulas violino preços Lisboa, escolas de musica, escolas de musica lisboa, escolas de musica, escolas de musica lisboa, aulas piano adultos, aulas piano adultos lisboa, aulas piano crianças, aulas piano lisboa Aulas de piano adultos Lisboa, Aulas de piano crianças Lisboa, Aulas de violino Adultos Lisboa, Aulas de Violino Crianças Lisboa, Aulas de Música Lisboa, Escolas de Música Lisboa Preços, Academias de Música Lisboa, Aulas piano Lisboa, aulas piano, aulas violino Lisboa, aulas violino, aulas piano adultos, aulas piano preços, aulas piano preços Lisboa, aulas violino preços, Academias de Música, Academias Música Lisboa, Aulas de violino, aulas de piano, aulas de musica, aulas de musica Lisboa, aulas de musica preços, aulas piano crianças preços, aulas piano adultos preços, aulas violino preços Lisboa, aulas violino crianças preços, aulas violino adultos preços, aprendizagem ao longo da vida, educação para adultos, cursos musica para adultos, cursos para adultos